ATUALIZANDO A DISCOTECA: The Backbiters, "The Backbiters" (2013)

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.


a3586152014_10
The Backbiters, “The Backbiters” (2013, Monstro Discos) NOTA:9,0

Nascida na cena goiana em  2006, quando ainda sob o nome de The Envy Hearts, chegaram a lançar as músicas “Stronger Than Ever” e “Plastic Words” em sua primeira demo, datada de junho daquele mesmo ano, a banda The Backbiters (que foi rebatizada em 2008) apresenta seu primeiro trabalho, auto-intitulado. Um disco que não possui uma faixa ruim sequer!

O Rock N’ Roll empolgante, versátil, crú, de cacoetes garageiros e guitarras energéticas e rústicas é o que domina este ótimo álbum. Forjado por uma atitude proto punk (misturada a muito conhecimento de causa dentro das artes roqueiras) emanada de um instrumental inflamado e coeso, remetendo aos bons tempos da honestidade e rusticidade da era setentista, principalmente em faixas como “You’re Not To Late”, “Stronger Than Ever” , “Plastic Words”, “City of Rock”, “Ridiculous Fame” (como uma fusão de Clash com Stray Cats), “I Believe, I Think, I Hope”, It’s You Baby” “Johnny’s Riffs” (com um muito bem explorado apelo blues rock), que agradarão desde os fãs das bandas clássicas como Rolling Stones, MC5, Grand Funk Railroad, The Clash, Stooges, Slade, e até mesmo o Kiss, bem como as gerações mais novas que se ligam em nomes como Hellacopters, Backyard Babies, Audrey Horne, Captain Black Beard e os primeiros trabalhos de The Libertines, Artic Monkeys, Strokes e Franz Ferdinand.

Confira, via Bandcamp, três faixas deste ótimo álbum… 

A produção bem orgânica, para não dizer crua ao extremo, na verdade contribuiu muito para o clima direto e sem frescuras das guitarras cortantes, da bateria seca, mas pulsante e do baixo que cola todo o instrumental que ainda é adornado por linhas de teclado precisas e saborosas, amplificando ainda mais a personalidade da banda.

Uma das preciosidades perdidas do nosso Rock N’ Roll moderno. Corra atrás em caráter urgente!

Comentários

Deixe uma resposta