ATUALIZANDO A DISCOTECA: Hard Breakers, "In The Dead of the Night" (2016)

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.


in-the-dead-capa
Hard Breakers: “In The Dead of the Night” (2016, Megahard Records) NOTA:8,5

A banda nacional Hard Breakers consolida sua nova formação (que ganhou o reforço do experiente Rodrigo Marenna) explorando a essência do Hard Rock puro, simples, malicioso, ora despojado, ora requintado, e recheado de referências, calçado nas características oitentistas e noventistas mais apaixonantes e clássicas, visando agradar os saudosistas desse tipo de som. “In the Dead of The Night” é o terceiro álbum da banda, refletindo todas as vicissitudes de sua jornada de luta dentro da cena, e “tendo como o ponto de partida que é na calada da noite que os desejos mais ingratos e ilícitos são traçados na sua maioria e o quanto desumanas e traiçoeiras podem ser as pessoas”.

Abrindo com um Hard Rock sujo, com pegada despojada, e que lembra algumas faixas do Guns N’ Roses em que Duff McKagan assume os vocais principais, já vemos que os duetos de guitarra, vocais audaciosos e cozinha consistente ajudará a forjar uma Hard Rock empolgante e perigoso, como todo fã gosta, além de usar o conceito lúdico circense de modo exemplar nos detalhes.

 Confira a irresistível e maliciosa “Turn Itt Up”…

Mas estes são apenas os primeiros momentos, com atitude e pontos estratégicos diferenciados à medida que transcorrem as demais faixas, evoluindo numa variação de sonoridade dentro do estilo, transitando, revisitando e reconstruindo suas influências.

Os riffs são maliciosos e instigantes, a cozinha é pulsante e concisa, e as linhas vocais trazem a carga certa de emoção, sendo muito bem emolduradas pelos backing vocals estratégicos, enquanto se desenham melodias envolventes com muita organicidade, evidenciando ainda o salto de qualidade e maturidade, muito em decorrência da experiência da nova formação e da ótima produção.

IMG_7637 copy.jpg

A banda Hard Breakers consolida sua nova formação (que ganhou o reforço do mestre Rodrigo Marenna) explorando a essência do Hard Rock puro, simples, malicioso, ora despojado, ora requintado, e recheado de referências, calçado nas características mais clássicas deste estilo dos anos 80/90, visando agradar os saudosistas desse tipo de som.

Eis uma banda que sabe muito bem construir seus refrãos e encaixá-los de modo preciso, com muito dinamismo entre as faixas, amplificando a envolvência do trabalho, tornando-o cada vez mais atrativo, e nada cansativo, enquanto passeamos pelas harmonias que oscilam entre momentos rápidos e cadenciados, seguindo seus preceitos clássicos.

Como produto final temos um Hard Rock provocador, cheio de atitude, com uma quantidade controlada de sujeira e despojamento em meio as melodias certeiras, num contraste interessante com doses homeopáticas de melodias pop.

 Confira o primeiro single do álbum , “Dirty Job”…

Como destaques, temos “Circus”, In The Dead of the Night”, “Thrill” (com leve aroma pop nas melodias), “Dream About You” (uma balada excelente), “Rock N’ Roll” (visceral), “Wasted Days”“Turn It Up”.

Se você curte Guns N’ Roses, Skid Row, Motley Crue e Crashdiet, não deixe de conferir este trabalho, pois será satisfação garantida!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *