VOCÊ DEVIA OUVIR ISTO: Agnata Fides, “Agnata Fides” (EP, 2014)


Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Confira a proposta desta seção aqui...

Dia Indicado para ouvir: Sexta-Feira

Hora do dia indicada para ouvir: Meia Noite.

Definição em um poucas palavras: (Som de Macho)², Adulto, Conceitual, Guitarra, Pesado, Sombrio.

Estilo do Artista: Black Metal/Ambient.

 

Agnata Fides
Agnata Fides – “Agnata Fides” (EP, 2014, Independente)

Comentário Geral: “Olhemo-nos no rosto. Somos Hiperbóreos”. Com esta frase Nietzsche abre seu ensaio de crítica ao cristianismo, intitulado O Anticristo, como forma de assegurar a posse de um conhecimento além da capacidade humana.

A banda Agnata Fides em seu EP de estreia, autointitulado, tem a mesma representatividade musical expressa nesta frase, pois demonstra saber quais os caminhos secretos do Black Metal.

O cover  de Ea Lord of Depths que nos é presenteado na última faixa, não deixa dúvidas das influências do aclamado Burzum, mas eles conseguem extrapolar os parâmetros da musicalidade sombria, com elementos do classicismo obscuro permeando a brutalidade.

Formada em abril de 2014, a horda oriunda de Patos de Minas-MG nasceu das cinzas do Abyssum, fundada em 2007 por NaWotan e Siccarius, que tiveram na demo Black Sky of the Light parte de seu legado musical.

O Abyssum, em 2011, ainda seria completado por Vascatur e DDoS. Em 2013, por divergências ideológicas com NaWotan, Siccarius deixa a banda e os três remanescentes fundam o Agnata Fides no quarto mês de 2014, iniciando Nija como segundo guitarrista da horda.

A mensagem expressa nestas canções de apresentação do Agnata Fides é totalmente anticristã, sem nenhuma evocação política.

Todos os versos são baseados em duas obras do autor Luis Felipe Moyano, que adverte seus leitores do contato com tais volumes, alegando que a partir daquele momento Jehová-Satanás estará pronto para te destruir.

Acompanhando a força musical, tal aviso caberá também aos ouvintes, pois será impossível passar incólume às melodias densas e sombrias do Agnata Fides, que originam uma aura negra que serve de ligação entre a brutalidade musical e a progressão harmônica soturna das canções.

Assim como Moyano nos acalenta em seu aviso ao dizer “não temas, não estarás abandonado”, o bom gosto musical o acompanhará amalgamado por toda a brutalidade aqui exposta na música do Agnata Fides.

Um típico exemplo desta afirmação se encontra já na abertura com Call ov Valkiries, adornada de elementos climáticos sorumbáticos, contextualizados de modo a imprimir uma sensação de solidão às notas de teclado que estão em foco.

Uma perfeita preparação para um trabalho que se desenhará com traços que remetem a clássicos do estilo, como o fenomenal Blood Fire Death, do Bathory, já em sua segunda canção Flying Beyond The Sky.

A grande estrela deste EP de estréia do Agnata Fides está em Aurora Lufeciariano, um precioso exemplo de como o Black Metal moderno sabe se combinar com o espírito clássico do estilo, em vocais que se assemelham aos lamentos de uma alma atormentada em algum círculo infernal descrito por Dante.

Rex Abyssus nos apresentam variações na composição, evidenciando o enorme potencial de compositores desta horda, assim como em The Hand ov Satan, que mescla rapidez e passagens cadenciadas na medida certa do mais puro Black Metal.

Registrado no Aethyr Home Studio, a produção desta peça, que extrapola o simples conceito musical, ficou a cargo de Diogo Gonçalves e da banda.

Estaria sua alma preparada para esta experiência musical quase gnóstica em sua máxima expressão?

Ano: 2014

Top 3:  Aurora Lufeciariano, Rex Abyssus The Hand ov Satan.

Formação: NaWotam (Baixo e vocal), DDøS (Guitarra e teclados), Nija (Guitarras) e Vascatur (bateria).

Disco Pai: Burzum: From the Depths of Darkness (2011)

Disco Irmão: PATRIA: Individualism (2014)

Disco Filho: Ainda não nasceu.

Curiosidades: Todas as letras do álbum foram inspiradas pelas obras “O Mistério de Belicena Villca” e “Fundamentos da Sabedoria Hiperbórea” ambos de autoria do autor argentino citado anteriormente, que nos círculos do ocultismo era conhecido como Nimrod de Rosário.

Pra quem gosta de: sombras, conhecimentos ocultos, igrejas em chamas e artes extremas.

Comentários

2 comentários Adicione o seu

  1. NECRO SLAUGHTER disse:

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

  2. Obrigado pelo comentário eloquente e inteligentíssimo…

Deixe uma resposta