O que era a Ordem Hermética da Aurora Dourada (Golden Dawn)?

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

É incrível como muitas teorias  conspiratórias, sociedades secretas e ordens iniciáticas convergem em alguns pontos, formando nós na intrincada teia da corrente subterrânea.

Um destes nós é a figura de Abbot Johann Trithemius, um ocultista renascentista que escreveu obras cifradas como  “Stenografia” e “Polygraphia”.

Trithème, como é mais conhecido,  aparece em estudos de nomes importantes do ocultismo como John Dee Aleister Crowley, sendo que Eliphas Levi, um dos nomes mais influentes das ciências ocultas, credencia o abade Trithème como “o maior mago dogmático, da Idade Média”, e completa dizendo que “em magia foi o mestre dos mestres e também o mais sábio dos Adeptos.”

Dizem que muito do MK Ultra, projeto misterioso da CIA, vem de suas pesquisas em ocultismo, afinal ele foi um dos pioneiros a sistematizar pesquisas acerca do controle da mente de modo remoto.

Mas hoje vamos seguir outro fio deste teia que envolve Trithème.

Quando “Polygraphia”caiu nas mãos de William Wynn Westcott em 1887, um membro da Societas Rosacruciana in Anglia (SRIA) e da Sociedade Teosófica, de Helena Blavatsky, ele se juntou a Samuel Liddell Macgregor Mathers e William Robert Woodman, ambos ligados à SRIA, para decodificar o texto cheio de referências à Cabala, arcanos do tarô, astrologia e ao ocultista francês Eliphas Levi.

William Robert Woodman, Samuel Liddell Macgregor Mathers e William Wynn Westcott: o trio que deu início à Ordem Hermética da Golden Dawn.

A versão que tiveram acesso era intitulada “Cypher MS” e ela trazia o endereço de Anna Sprengel, em Stuttgart, Alemanha. Ela seria a líder de uma sociedade secreta intitulada Goldene Dämmerung e dizia ter contato com os Chefes Secretos do mundo espiritual.

Após decifrar o manuscrito, o trio recebeu o título de Adeptus Exemptus, traduzindo o nome da ordem como Ordem Externa da Golden Dawn. O Templo Isis-Urânia, em Londres, foi fundado em 1888, com 51 membros que se dedicavam à prática ritual e estudo dos ensinamentos contidos em “Cypher MS”.

A Golden Dawn era dividida entre a ordem externa (que existiu sozinha nos primeiros quatro anos de sua existência) e a ordem interna (com existência registrada desde 1892) e dentre seus primeiros membros estavam Willian Buttler Yeats, importante  poeta, dramaturgo e místico irlandês, e Arthur Edgard Waite.

Reunindo ritos e ensinamentos do antigo ocultismo, como releituras à luz da ciência, a Golden Dawn proclamava-se a sucessora dos ensinamentos de Christian Rosenkreus, o mentor da Sociedade Rosa Cruz. Um molde que atraiu pensadores iluministas.

Também existiam óbvias influências de Helena Blavatsky e Eliphas Levi, e ligava-se à outras ordens secretas como a Skull and Bones e as germânicas Thule e Vril, que tinhas fortes ligações com o ocultismo nazista, como vimos neste texto.

Em menos de uma década de existência a ordem já possuía templos da Golden Dawn em outras cidades europeias. Contudo, em 1891, foi comunicado por um assistente a morte de Anna e o fim de qulquer comunicação dali por diante. Este evento gerou desconfianças acerca da autenticidade da existência de Anna Sprengel, que assinava como SOROR S.D.A. (Serpens Dominabitur Astris).

À partir de então, mesmo com essa desconfiança, Mathers se destaca no comando da Golden Dawn, adaptando praticamente sozinho os rituais mágicos usados na ordem interna, sendo este o marco inicial de seu contato com os Chefes Secretos (considerada como “energia”, ou um conceito, e não seres viventes).

Em 1897, Westcott se desliga da Golden Dawn, deixando-a nas mãos de Mathers, que já comandava o Templo Ahathoor, em Paris, e exigiu a submissão absoluta dos membros da ordem interna, afinal ele era o único elo dos adeptos com os Chefes Secretos.

Aleister Crowley
Aleister Crowley : O membro mais ilustre da Golden Dawn também foi o pivô de sua queda.

Não há como negar que o membro mais ilustre da Golden Dawn também foi o pivô de sua queda. Aleister Crowley ingressou na Golden Dawn em 1888, com o nome iniciático de Perdurabo, após ser iniciado na obra de Mathers pelo amigo George Cecil Jones. A forma como Crowley se desenvolveu até chegar a Golden Dawn foi detalhada nesta breve biografia que escrevemos para ele.

A normalidade do adeptos da ordem o decepcionou, mas focou nos estudos esotéricos de modo que sua evolução na ordem externa, e jactava-se de seu rápido galgar de degraus.

Crowley foi um prodígio dentro da Golden Dawn, sendo que em maio de 1889 já havia completado o círculo externo e ansiava pelo interno.

Enquanto saciou sua sede por conhecimento ignorou todas as incongruências que cercavam a Golden Dawn, mas quando sua vida libertina começou a atrapalhar sua entrada na ordem interna sua postura mudou.  Para adentrar ao círculo interno Aleister Crowley deveria ser aceito pelo seleto grupo de pessoas que formavam esta parte da Golden Dawn.

Na verdade, Perdurabo nunca se importou com a existência ou não  de Anna Sprengel, mas sim em absorver o máximo de conhecimento, principalmente sobre rituais. Para adentrar ao círculo interno, Crowley recorreu ao amigo Allan Bennett, pupilo de Samuel Mathers.

A recusa oficial de sua inclusão no círculo interno foi feira em  1899, marcando uma desavença que direcionaria a Golden Dawn para sua maior turbulência. Em 1900, Crowley se dirige a Paris, onde existia um segundo pólo da Golden Dawn, capitaneado por Mathers, com o intuito de ser admitido no círculo interno.

Samuel Mathers o inicia pessoalmente no círculo interno da ordem, conferindo-lhe dois títulos de uma só vez e provocando a cisão com o pólo londrino.

Golden Dawn
Representação de Moina e MacGregor Mathers no Ritual de Isis na Golden Dawn…

Não obstante, em abril daquele mesmo ano, Mathers nomeia Crowley como seu representante na ordem interna de Londres, desencadeando brigas e discussões, até que Crowley se cansou e abandonou a Golden Dawn.

Existe uma suspeita de que ele teria roubado alguns volumes da biblioteca da Golden Dawn, e que mais tarde seriam base para seus estudos esotéricos.

No auge da cisão da ordem, entre os templos de Londres e Paris, tendo Crowley no centro de tudo, a história da gênese da Golden Dawn ser falsa ganhou força, em em 1901 a ordem se tornou um caos e sinônimo de fraude e patifaria para o grande público.

A Ordem Hermética da Aurora Dourada sem dúvidas foi uma ordem iniciática importante nos Séculos XIX, XX e XXI, sendo que suas ramificações se estendem a vários países da Europa.

Com existência conhecida desde o fim do Século XIX, suas reais intensões, se é que elas existem, permanecem obscuras, mesmo que oficialmente ela não exista mais.

Alguns conspirólogos inclusive elencam a Golden Dawn moderna como parte do plano para estabelecer a Nova Ordem Mundial.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *